A Sleep Scientist on the Vicious Cycle of Insomnia and Sleeping Pills

Maybe you’re one of the estimated 50 to 70 million Americans who suffer from sleep disorders, including insomnia; maybe you’re also among the 4 percent of American adults who rely on prescription medication in order to fall asleep. If so, Matt Walker, a professor of neuroscience and psychology at the University of California, Berkeley, has a bit of bad news for you.

Leer Más





Sometimes Embracing Emotional Distress Is the Best Medicine

CBB459CA-B80A-4599-A299580E09BBA2B0

An unfortunate side effect of the biological revolution of psychiatry is in perceiving emotional discomfort as undesirable or bad, something we shouldn’t feel, something that can be medicated away. And while medications can be life-saving and necessary with severely disabling conditions such as psychosis, mania, depression, and debilitating anxiety, to name a few, perhaps we’ve taken a troublesome short-cut along the way. I worry that mental health may now be seen as the absence of mental pain, flat-lining on happy, or no emotions at all, rather than the ability to live a bumpy, personally meaningful life, despite the pain that goes with it. Leer Más


Entrevista com a Dra Judith Beck, filha de Aaron Beck, e grande nome da Terapia Cognitiva!!!

judithbeck2

A Dr. Judith Beck é responsável por três das principais funções do Instituto Beck: educação, atendimento clínico e pesquisa. Atualmente, divide seu tempo em administração, supervisão e ensino, trabalho clínico, desenvolvimento de programas, pesquisas e de escritora. Trabalha como consultora em diversas pesquisas do NIMH (National Institute of Mental Health) e apresenta workshops, nacionais e internacionais, da aplicação da terapia cognitiva nos mais variados transtornos psiquiátricos. Leer Más


Como a terapia cognitiva pode mudar seu cérebro

nabuco1

Já não é de hoje que sabemos a respeito da importância de se fazer uma “boa” psicoterapia em certas fases ou momentos de vida. Muito embora exista atualmente um número bastante expressivo de abordagens disponíveis no mercado (mais de 850 em uma última contagem), algumas delas frequentemente são mais estudadas e, por isso, amplamente testadas em relação à sua eficácia terapêutica. Leer Más