Watercolor Identities

This is a story about a parallel search of identity. I search for my grandfather’s identities, who lived through the Ottoman Empire’s demise and founding of the Republic of Turkey as well as my own, growing up in Turkey and now living both in Turkey and the United States. I find some surprises about the clash of identites, their suppression and redefinition, and about the nature of identity itself.



Pesquisa investiga como trauma pode ser transmitido entre gerações

É sabido que situações adversas ocorridas na infância, como negligência ou violência física, psíquica e sexual, podem ter reflexos negativos na saúde mental durante a vida adulta.

Estudos também demonstraram que esses efeitos negativos podem ser transmitidos para gerações futuras, mesmo que os descendentes não tenham vivenciado tais experiências.

O chamado trauma intergeracional foi observado pela primeira vez em descendentes de sobreviventes dos campos de concentração. Agora, os mecanismos de transmissão envolvidos serão investigados em uma pesquisa com 580 gestantes em situação de vulnerabilidade na cidade de Guarulhos (SP).

Leer Más



10 Things Not to Say to Your Kids

When I think about all of the phrases, anecdotes, and sayings about the power of the spoken word I am reminded of how I changed my way of communicating with children upon learning Play Therapy principles. I realize that using Play Therapy based language is a learned and practiced skill that requires time and effort, so I thought it would be helpful to share ten commonly used phrases parents say to their kids. I will also give the Play Therapy based alternative with a short explanation of why it is more effective.

1. No (running, hitting, yelling, fill in the verb)!

Kids hear the word “no” far too frequently (Read more about that here). You can always rephrase the sentence from a negative to a positive, which will correct the behavior without sounding critical. Train yourself to say what you want them to do instead of what you don’t. So, you can say “Walk, please” instead of “No running”.

Leer Más


Cérebros de crianças ficam menores quando elas são negligenciadas, indica estudo

Um começo de vida de negligência, privações e adversidade pode fazer com que uma pessoa cresça com cérebro menor, sugere uma pesquisa da universidade King’s College London, no Reino Unido.

Os pesquisadores acompanharam crianças adotadas que passaram um tempo em orfanatos romenos de péssima qualidade. Elas cresceram com cérebros 8,6% menores que outras crianças adotadas que não vivenciaram maus tratos.

“Eu me lembro de ver imagens de TV dessas instituições e elas eram chocantes”, disse à BBC News Brasil o professor Edmund Sonuga-Barke, que liderou a pesquisa.

Sonuga-Barke diz que as crianças eram “acorrentadas aos seus berços, sujas e desnutridas”. Elas eram fisicamente e psicologicamente privadas de contato e estímulos. Não tinham brinquedos e ficavam frequentemente doentes.

Leer Más


‘Por que o meu filho gosta de ver mil vezes o mesmo desenho?’

Logo ao acordar, Bruno, de quase três anos, invariavelmente pede para assistir ao desenho de Os Três Porquinhos. Depois, ele reencena a história com seus brinquedos, várias vezes por dia.

Pedro, da mesma idade, adora ver os mesmos livros infantis de sua coleção, repetidamente. Ana Gabriela, de sete anos, chegou a pedir para ver o filme dos Detetives do Prédio Azul três vezes no mesmo dia.

Pais, às vezes irritados de ter de ver os mesmos desenhos e repetir insistentemente as mesmas brincadeiras, muitas vezes se perguntam: por que as crianças ficam obcecadas por alguns objetos, personagens e histórias? Será que elas não cansam?

“As crianças aprendem e consolidam a informação por meio da repetição. Elas precisam de diversas reproduções para realmente aprender – na primeira vez que veem um desenho, por exemplo, vão prestar atenção às cores; na quarta vez talvez foquem sua atenção na história, na linguagem ou no arco narrativo”, explica à BBC News Brasil Rebecca Parlakian, diretora-sênior de programas da organização americana Zero to Three, que promove políticas voltadas a crianças de zero a três anos.

“É assim que as crianças vão consolidando seu entendimento em uma coisa única.”

Leer Más