Quem trata animais como filhos pode sofrer transtornos, diz pesquisador

Os distúrbios psicológicos estão entre as possíveis alterações que uma pessoa que trata seus animais de estimação como filhos pode sofrer, disse Raúl Valadez Azúa, especialista da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). “Quando alguém trata um cachorro como se fosse humano, ele rompe com a interação homem-cão que foi formada há 20 mil anos”, disse Raúl Valadez, pesquisador do Instituto de Pesquisa Antropológica da UNAM, através de comunicado divulgado hoje.

De acordo com o especialista, a introdução de um animal em um esquema que não faz parte de sua essência “afeta sua perspectiva e ele fica incapaz de procriar”, pois não reconhece os membros de sua espécie como seus pares. Ele ressaltou que essa nova tendência tem sido favorecida pelo consumismo e pelo individualismo e é resultado do isolamento pessoal, da insegurança e da cibercomunicação.

Leer Más





SOME UNUSUAL ASPECTS OF COMMUNICATION

 

 

 

 

 

 

 

by Edward Campbell

A substantial extract from a fascinating account of communicating with animals that was originally an Institute for Cultural Research Lecture in 1970. The complete monograph is available for download at http://i-c-r.org.uk/publications/monographarchive.php

… A European animal trainer, a very remarkable little man called Hans Brick, was fascinated by legends of lions trained to retrieve game in the chase. He trained his own lion Habibi to shoot a dart from a spring gun, then to seek it out, retrieve it and bring it back and drop it at his feet. I have watched this perhaps fifty times.

Leer Más