The Biocentric Universe Theory: Life Creates Time, Space, and the Cosmos Itself

Adapted from Biocentrism: How Life and Consciousness Are the Keys to Understanding the True Nature of the Universe, by Robert Lanza with Bob Berman, published by BenBella Books in May 2009.

The farther we peer into space, the more we realize that the nature of the universe cannot be understood fully by inspecting spiral galaxies or watching distant supernovas. It lies deeper. It involves our very selves.

This insight snapped into focus one day while one of us (Lanza) was walking through the woods. Looking up, he saw a huge golden orb web spider tethered to the overhead boughs. There the creature sat on a single thread, reaching out across its web to detect the vibrations of a trapped insect struggling to escape. The spider surveyed its universe, but everything beyond that gossamer pinwheel was incomprehensible. The human observer seemed as far-off to the spider as telescopic objects seem to us. Yet there was something kindred: We humans, too, lie at the heart of a great web of space and time whose threads are connected according to laws that dwell in our minds.

Leer Más




Your brain on gratitude: How a neuroscientist used his research to heal from grief

Neuroscientist Glenn Fox has dedicated his life to studying gratitude — how it improves our resilience, lowers stress, and boosts overall health. He’s an expert on the ability of gratitude to help us through tough times.

But on Thanksgiving in 2013, Fox was feeling anything but grateful. That’s because, just a few days before, he’d lost his mother to ovarian cancer.

The day after, going down to Starbucks for coffee and some pastries, “it was like the most intense experience ever. And I just thought, how am I even going to get through this? How am I even going to order?”

Fox was just months away from completing his Ph.D. on the neural bases of gratitude. He knew from his research how therapeutic gratitude can be — and how it could help him in his long journey recovering from grief. What he didn’t know was how to make that happen on a practical level.

Leer Más


“Liderança tóxica” é o principal motivo de pedidos de demissão

Qual é a maior causa de pedidos de demissão numa empresa? Excesso de trabalho? Salário baixo? Não: estudo da consultoria BambooHR constata que 44% dos pesquisados alegam ter pedido demissão por causa do “chefe tóxico”, que lhes tirou a motivação de trabalho por uma série de razões. A maior causa (mencionada por 20% dos entrevistados) é o chefe roubar o crédito pelo trabalho feito pelo subordinado, sem reconhecer seu valor (e 63% condenam esse tipo de “estelionato profissional”).

Mas a lista de causas de pedidos de demissão vai longe: chefia não manifestar confiança ou dar poder; ignorar seu excesso de trabalho; não estabelecer recompensas financeiras por conquistas; contratar ou promover pessoas erradas; não apoiar o subordinado em disputas com clientes; não dar orientações claras; adotar microgerenciamento que não permite autonomia; ressaltar suas fraquezas e não qualidades; e não deixar claras suas expectativas (ufa!).

Leer Más


Risa Wechsler: The search for dark matter –and what we’ve found so far

Roughly 85 percent of mass in the universe is “dark matter” — mysterious material that can’t be directly observed but has an immense influence on the cosmos. What exactly is this strange stuff, and what does it have to do with our existence? Astrophysicist Risa Wechsler explores why dark matter may be the key to understanding how the universe formed — and shares how physicists in labs around the world are coming up with creative ways to study it.

ABOUT THE SPEAKER
Risa Wechsler · Astrophysicist, cosmologist

Risa Wechsler uses computer simulations of the entire universe to explore questions about our existence on the largest scales.

Editor’s note: This talk was recorded at a TED-curated event in partnership with The Kavli Foundation, the Simons Foundation and the National Academy of Sciences.


Quem trata animais como filhos pode sofrer transtornos, diz pesquisador

Os distúrbios psicológicos estão entre as possíveis alterações que uma pessoa que trata seus animais de estimação como filhos pode sofrer, disse Raúl Valadez Azúa, especialista da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). “Quando alguém trata um cachorro como se fosse humano, ele rompe com a interação homem-cão que foi formada há 20 mil anos”, disse Raúl Valadez, pesquisador do Instituto de Pesquisa Antropológica da UNAM, através de comunicado divulgado hoje.

De acordo com o especialista, a introdução de um animal em um esquema que não faz parte de sua essência “afeta sua perspectiva e ele fica incapaz de procriar”, pois não reconhece os membros de sua espécie como seus pares. Ele ressaltou que essa nova tendência tem sido favorecida pelo consumismo e pelo individualismo e é resultado do isolamento pessoal, da insegurança e da cibercomunicação.

Leer Más


Cientistas descobrem música de flauta que ajuda a construir o cérebro de bebês prematuros

Um novo estudo da Suíça mostra que a música pode fazer muito mais do que acalmar os sentidos – na verdade, a pesquisa diz que a música especialmente orquestrada pode ajudar a impulsionar o neurodesenvolvimento de bebês nascidos prematuramente.

Na Suíça, como na maioria dos países industrializados, quase 1% das crianças nascem “muito prematuramente”, ou seja, antes da 32ª semana de gestação, o que representa cerca de 800 crianças por ano.

Embora os avanços na medicina neonatal agora lhes proporcionem uma boa chance de sobrevivência, essas crianças ainda correm alto risco de desenvolver distúrbios neuropsicológicos.

Leer Más