Os nossos cérebros não analisam passivamente as informações sensoriais. Em vez disso, eles selecionam as informações mais importantes às custas daquelas momentaneamente irrelevantes. Esse processo ativo, denominado atenção seletiva, constitui um elo crítico entre o processamento sensorial e o conjunto cognitivo interno. Um dos dogmas fundamentais que sustentam as neurociências cognitivas é que a atenção é controlada por áreas corticais parietais e pré-frontais. O estudo da referência mostra que uma outra região no lobo temporal inferior exibe as propriedades de um mapa que codifica o foco da atenção. Através da ressonância magnética funcional de todo o cérebro, estimulação e registros eletrofisiológicos específicos, a nova pesquisa modifica nossa compreensão da organização das vias visuais e das funções das redes atencionais. 🧠📑

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s