Açafrão – O Tempero da Vida

 

 

 

 

 

Por Dr. Mercola

O açafrão é uma especiaria de curry com pigmento amarelo geralmente usada na culinária indiana. Porém, esta especiaria vai muito além da simples culinária. Ela também possui longo histórico de uso medicinal na medicina tradicional Chinesa (MTC) e na medicina ayurvédica.

Usos medicinais tradicionais incluem o tratamento de doenças hepáticas, problemas de pele, doenças respiratórias e gastrointestinais,entorses musculares, dores nas juntas e cura geral de feridas.

Seus benefícios estão bem documentados na literatura medicinal e a curcumina – um dos ingredientes bioativos mais estudados do açafrão— demonstrou promover saúde e proteção contra uma ampla gama de condições de saúde.

Ela, na verdade, possui mais de 150 atividades terapêuticas, incluindo atividades anti-inflamatórias e antimicrobianas, como também propriedades anticancerígenas potentes que foram intensamente estudadas.

O Que Faz da Curcumina um Medicamento tão Potente?

Pesquisadores encontraram uma série de mecanismos de ação diferentes para a curcumina e parte da resposta para a questão da curcumina parecer ser um medicamento tão potente é que ela pode:

  • Modular cerca de 700 de nossos genes
  • Positivamente modular mais de 160 vias fisiológicas diferentes
  • Organizar as membranas celulares
  • Afetar as moléculas de sinalização. Por exemplo, a curcumina demonstrou diretamente interagir com:
    • Moléculas inflamatórias
    • Proteínas celulares de subsistência
    • Histona
    • Vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV1), integrase e protease
    • DNA e RNA
    • Diversas proteínas condutoras e íons metálicos

Como resultado destes efeitos (e outros efeitos potenciais), a curcumina tem a habilidade de beneficiar a saúde de diversas formas e prevenir uma série de doenças diferentes. De acordo com um estudo publicado no Natural Product Reports (Relatório de Produtos Naturais) em 2011, a curcumina pode ser terapêutica para:

  • Doenças pulmonares e hepáticas
  • Doenças neurológicas
  • Doenças metabólicas
  • Distúrbios autoimunes
  • Doenças cardiovasculares
  • Doenças inflamatórias 7

Mais especificamente, centenas de estudos concluíram que a curcumina e outros compostos bioativos encontrados no açafrão podem:

  • Ajudar a ter níveis de colesterol saudáveis
  • Prevenir oxidação da lipoproteína de baixa densidade
  • Inibir a aglutinação das plaquetas
  • Suprimir a trombose e o infarto do miocárdio
  • Suprimir sintomas associados à diabetes tipo 2
  • Suprimir sintomas de artrite reumatoide
  • Suprimir sintomas de esclerose múltipla
  • Proteger contra danos induzidos pela radiação e toxicidade de metais pesados
  • Inibir a replicação do HIV
  • Reduzir inflamação sistêmica em pessoas obesas
  • Promover a cura de feridas
  • Proteger contra danos hepáticos
  • Aumentar a secreção da bile
  • Proteger contra catarata
  • Proteger contra toxicidade pulmonar e fibrose

O Açafrão Pode Ajudar no Combate à Doença de Alzheimer e Outras Doenças Inflamatórias

A curcumina é capaz de atravessar a barreira hematoencefálica, fator que levou os pesquisadores a investigarem seu potencial como agente neuroprotetor contra distúrbios neurológicos tais como as doenças de Parkinson e de Alzheimer.

As potentes propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias da curcumina sugerem que ela pode igualmente promover a saúde cerebral de forma geral. No caso da doença de Alzheimer, uma pesquisa realizada recentemente com animais descobriu outro ingrediente bioativo encontrado no açafrão, além da curcumina, que se junta a seus efeitos neuroprotetores.

Este composto, denominado turmerone aromático, ajuda no crescimento das células-tronco endógenas (CTE) e estas células-tronco desempenham papel importante na reparação cerebral e nas atividades regenerativas. De acordo com a autora líder Adele Rueger:

“Enquanto diversas substâncias demonstraram promover a proliferação das células-tronco no cérebro, poucos medicamentos adicionalmente promovem a diferenciação das células-tronco em neurônios, o que constitui a maior meta da medicina regenerativa. Nossas descobertas com o turmerone aromático nos deixam um passo mais próximos do alcance desta meta.”

A curcumina pode igualmente ser útil. Uma pesquisa realizada anteriormente mostrou que a curcumina ajuda a inibir o acúmulo de beta-amiloides destruidores no cérebro de pacientes com Alzheimer, assim como romper placas existentes associadas à doença. Pessoas com Alzheimer tendem a possuir maiores níveis de inflamação em seus cérebros e a curcumina talvez seja mais conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias.

Ela pode inibir tanto a atividade quanto os subprodutos metabólicos inflamatórios das enzimas ciclooxigenase-2 (COX-2) e 5-lipooxigenase (5-LOX), como também outras enzimas e hormônios que modulam a inflamação.

Outra doença comum que pode ser beneficiada com a atividade anti-inflamatória da curcumina é a osteoartrite. Uma pesquisa publicada em 2011 concluiu que pacientes que adicionaram 200mg de curcumina diariamente em seu plano de tratamento tiveram a dor reduzida e a mobilidade aumentada quando comparados ao grupo de controle.

Pesquisa realizada anteriormente igualmente descobriu que o extrato de açafrão bloqueou as vias inflamatórias, efetivamente evitando a liberação da proteína que causa o inchaço e a dor.

A Curcumina Parece ser Universalmente Útil Contra Todos os Tipos de Câncer

Entre os maiores benefícios existentes relacionados ao açafrão, podemos citar sua potente atividade anticancerígena. A curcumina, de fato, possui a literatura mais baseada em evidências que dão suporte a seu uso contra o câncer do que qualquer outro nutriente, incluindo a vitamina D! Conforme observado pelo Dr. William LaValley — um dos médicos líderes em medicina natural contra o câncer que entrevistei neste tópico —a curcumina é única no que se refere à sua utilidade universal contra todos os tipos de câncer.

Isto é ímpar, considerando o fato de que o câncer consiste em uma variedade de patologias moleculares diferentes. Um motivo para esta propensão universal anticancerígena da curcumina é sua habilidade em afetar múltiplos alvos celulares através de diversos caminhos.

Uma vez que ela chega a uma célula, ela afeta mais de 100 vias celulares diferentes. E, conforme explicado pelo Dr. LaValley, independentemente de a molécula da curcumina causar aumento na atividade de um alvo molecular em particular, ou redução/inibição da atividade, estudos realizados repetidamente mostraram que o resultado final é uma potente atividade anticancerígena.

Ademais, a curcumina não é tóxica e não afeta células saudáveis, sugerindo que ela seletivamente mira células cancerígenas – tudo isso é benefício claro para o tratamento contra o câncer. A pesquisa ainda mostrou que a curcumina trabalha em sinergia com certos medicamentos usados na quimioterapia, aumentado a eliminação de células cancerígenas.

A Curcumina Igualmente Possui Potente Atividade Antimicrobiana

A curcumina igualmente ajuda a manter o sistema digestivo saudável e pode ser útil contra problemas de saúde causados pela bactéria Helicobacter pylori (H.pylori), tais como artrite, úlcera péptica e câncer gástrico. Acredita-se que a H. pylori afete mais da metade da população mundial,tendo sido identificada como um carcinógeno do Grupo 1 pela Organização Mundial de Saúde.

Tradicionalmente, infecções causadas pela H. pylori são tratadas com antibióticos, porém com o aumento da resistência ao medicamento, tais tratamentos estão se tornando incrivelmente ameaçados.

A boa notícia é que a curcumina pode ser uma alternativa viável. De acordo com um estudo realizado em 2009, a curcumina mostrou efetivamente interromper o crescimento da H. pylori in vitro, independente da composição genética das cepas. Em ratos, a curcumina “mostrou imenso potencial terapêutico contra infecções causadas pela H. pylori, pois ela foi altamente eficaz na erradicação da H. pylori em ratos infectados, como também na restauração do dano gástrico causado pela H. pylori,” observaram os pesquisadores.

Sugestões de Uso Terapêutico da Curcumina

Enquanto o açafrão está prontamente disponível na seção de especiarias de mercearias, é importante observar que se você está procurando por resultados clínicos, não é suficiente simplesmente usar o açafrão na culinária. A raiz do açafrão por si só contém apenas três por cento de curcumina concentrada e a curcumina é pouco absorvida pelo organismo para surtir efeito.

Ao consumir sua forma bruta, você estará absorvendo apenas um por cento da curcumina disponível. Mesmo na forma de suplemento, é improvável promover os resultados mostrados em diversos estudos de doenças. Se você quer usar a curcumina terapeuticamente, você pode tentar uma das seguintes alternativas:

  1. Encontre um extrato de açafrão de alta qualidade que contenha 100 por cento de ingredientes orgânicos certificados com, pelo menos, 95 por cento de curcuminoides. A fórmula deve ser livre de ingredientes usados como recheios, aditivos e excipientes (substância adicionada ao suplemento como auxílio no processamento ou estabilidade) e o fabricante deve estar em conformidade com as práticas de produção segura em todos os níveis: plantação, cultivo, colheita seletiva e, então, produção e envase do produto final.
  2. Faça uma microemulsão usando pó de curcumina pura. Misture uma colher de sopa de pó com 1-2 gemas de ovos e uma colher de sopa ou duas de óleo de coco derretido. Use um misturador manual de alta velocidade para emulsificar a mistura. Tenha em mente que a curcumina é um pigmento amarelo potente que pode permanentemente descolorir superfícies, portanto tome cuidado para evitar a “síndrome da cozinha amarela.”
  3. Ferva o pó de curcumina. Outra estratégia que pode ajudar a aumentar a absorção da curcumina é colocar uma colher de sopa de pó de curcumina em um quarto de água fervente. A água deve estar fervendo quando você adicionar o pó, pois não funcionará tão bem se você primeiro colocar o pó na água em temperatura ambiente e depois aquecer a água e a curcumina.

Depois de fervê-lo por 10 minutos, você terá produzido uma solução com 12% de concentração que você pode beber depois de resfriada. Esta solução tem um sabor amadeirado. No entanto, a curcumina gradualmente será eliminada da solução. Em cerca de seis horas, a concentração estará em 6%, portanto é melhor bebê-la em até quatro horas.

Link Original: https://portuguese.mercola.com/sites/articles/archive/2017/05/10/curcumina-acafrao-beneficios.aspx?utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_content=facebookmercolaport_lead&utm_campaign=10202018_curcumina-acafrao-beneficios&fbclid=IwAR2XwxLGJxdxpXAcW7JKBOdl5Z84NoJzr5JOgvP1BtmdAgzp0i31kyxs9Jo

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s