AÇÚCAR PARA BEBÊS TEM O MESMO EFEITO DO ÁLCOOL PARA O FÍGADO

“Açúcar dado para bebês, que ainda tem sua capacidade de absorção limitada, é similar a darmos a esse bebê uma dose de cachaça por dia, em relação ao fígado”.

Essa frase, de autoria da Dra. Filó no último Seminário de Mães em BH, mexeu demais comigo, mesmo tendo sido até radical com a Clara até que completasse seu primeiro aninho e bem preocupada com essa questão até seus dois anos, eu não imaginava que o mal fosse tanto.

E pior: o perigo mora mais ao lado do que imaginamos! Sucos de caixinhas, leites com achocolatados de caixinhas muitas vezes tem mais açúcar do que uma lata de refrigerante!

Sei que você, leitor, pode muitas vezes ter tido uma infância como a minha: em que tomava leite com Nescau e açúcar. Mas pense que, naquela época, nossas mães não tinham acesso a muitas informações. Hoje temos e vai da nossa consciência – e estilo familiar – decidir o que fazer. Acreditar ou não naquilo que é base de estudo cientifico sério, não é da nossa alçada. Mas equilibrar sim! E equilíbrio é tudo nessa vida. Eu leio de tudo, mas evito ser radical em quase tudo na vida. Pois não acredito que radicalismo se sustente a longo prazo. Mas estas são as minhas convicções. Casa um tem a sua e isso faz do mundo um lugar mais divertido :).

Enfim, voltando ao assunto, fui pesquisar mais sobre isso antes de vir trazer a informação da palestra a vocês e encontrei a página do Dr. Mercola, médico norte americano e autor de vários livros Best Sellers e artigos relacionados ao assunto. Achei muito bacana o esclarecimento e resolvi dividir o conteúdo com vocês de forma resumida, passando a mensagem que deve ser dada. Quem quiser ler o artigo completo, em língua inglesa, basta acessar o site do Dr. Mercola, na área de artigos.

Dr. Mercola enfatiza que pode já pode estar ciente de que a frutose – o açúcar encontrado em quase tudo, desde xarope de milho, suco de frutas até o mel – é prejudicial quando consumido em excesso. No entanto, você pode se surpreender ao saber que a frutose é, em muitos aspectos, muito semelhante ao álcool no dano que ele pode fazer para o seu corpo.

Ele explica que a frutose é praticamente idêntica ao álcool em relação à destruição metabólica que provoca. Quando você consume frutose, praticamente 100% dela vai diretamente para o fígado para ser metabolizado; é por isso que ele pode ser extremamente tóxico, afinal sobrecarrega-se demais o fígado, EXATAMENTE como o álcool faz.

Porém, poucos consomem alcool diariamente, né? O açúcar em excesso, muitas vezes, é consumido de forma despercebida! E o consumo de açúcar produz os mesmos efeitos tóxicos do etanol, como: adiposidade visceral (gordura da barriga), resistência à insulina e síndrome metabólica; porém, quando o açúcar é consumido em excesso, pode realmente ser ainda mais prejudicial para a sua saúde.

Além do fato de  o açúcar “agitar” o cérebro como outros narcóticos. Será que o bebê está agitado demais? Tomando suco de caixinha demais? Consumindo muito petit suisse? (aqui no blog tem receita para quem quiser, é fácil fazer em casa).

Imagina numa criança de até 1 ano, em que seus órgãos não estão totalmente formados,  o que é receber essas quantidades de açúcar? 

Então, a sugestão do Dr. Mercola é, assim como você adulto exercita cautela para não consumir demais bebidas alcoólicas, pode ser a hora de dar uma olhada mais de perto nos efeitos potencialmente prejudiciais associados com o consumo de refrigerantes, sucos de frutas de caixinhas, achocolatados de caixinhas, sucos em pó e outros alimentos adoçados com frutose, principalmente na rotina de uma criança até os 2 anos de idade, né? Já que álcool é inadmissível para elas, nesse sentido por que o açúcar seria coisa de radical cortar? Isso me fez refletir!

Dr. Mercola ainda cita o Dr. Lustig, da Universidade da California, que explica que, ao contrário da glicose, que pode ser usada por praticamente todas as células do seu corpo, frutose só pode ser metabolizada pelo fígado. E por isso a comparação mais especificamente com a frutose.

Olhar os componentes nutricionais do rótulo sempre ajuda. Veja quantas gramas tem aquele produtos e quantas gramas são permitidas para o consumo diário. Muitas vezes um único produto “mata”toda a necessidade do dia, e tudo que ultrapassar daquele consumo, seria excesso e estaria potencialmente sobrecarregando o fígado.

Então, recapitulando que uma vez que toda a frutose consumida é levada para o seu fígado, se você consumir grandes quantidades da mesma, ela acaba por danificar o seu fígado na mesma proporção que o álcool. Ou seja,  a frutose é praticamente idêntica ao do álcool em relação à destruição metabólica que provoca. E se o fígado não está pronto, dar açúcar a ele, coisa que ele ainda não está preparado para receber, pode ser sim semelhante a dar uma dose de cachaça para a criança, como afirmou a Dra Filó na palestra dela que presenciei.

Portanto, sem radicalismos, mas com mais consciência: esses estudos são um convite à reflexão: será que precisamos de todo esse açúcar que consumimos diariamente mesmo?

açucar é igual a alcool para crianças pequenas

OBS: por favor não confundam excesso de frutose com não ter frutose na dieta! O Post diz sobre o exagero, que, para as crianças, as frutas e legumes já possuem frutose suficiente. Nada além disso é necessário a esses bebês, pois sobrecarregará o fígado!

Quase todo alimento industrializado tem frutose e/ou xarope de milho, mas é muito importante entender que, apesar da fruta contér frutose, ela também  contém vitaminas e antioxidantes essenciais, que reduzem os efeitos negativos deste açúcar nelas.


Link original: https://www.mamaeplugada.com.br/acucar-em-bebes-tem-o-mesmo-efeito-do-alcool-para-o-figado-9244

 

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s